Arquivo da tag: paginas da vida

texto aula Pinky /Bel

Uma quarentena teria 40 dias ?

Será ?

A minha teve quase dois anos 

Pouco sair neste tempo todo 

Os detalhes da casa foram ficando mas presentes 

Detalhes…. coisas miúdas que as vezes passam em branco 

Nos dias de céu azul e correria de São Paulo

Detalhes …. memórias de tempos que foi  …

porem ainda  fazem parte do nosso dia a dia 

As santinhas de tantos nomes Rita , Terezinha

As nossas senhoras aparecida, Nazaré , Fátima  

Por que é de fé em fé  de sonho e de pó 

As bonecas do frozen … livre estou… como se fala no filme

Mesmo aqui ,  no mesmo lugar 

Livre com os meus bordados 

Com linha e agulhas 

Com pincéis e tinta 

Com as flores de caminho ou melhor com as flores de casa 

Orquidias de muitas cores 

Álcool gel para todos os lados  e máscaras coloridas 

Novos tempos, novos acessórios 

A caminha rosa da cachorrinha que não para pela casa 

A vida que vai passando entre um ifood e outro 

As aulas on line , a arteterapia , os estágios 

A terapia ,

a vida a caminhar entre quatro paredes mas aqui tem um pouquinho mas eu acho 

Os pássaros a cantar nas árvores 

A cachorrinha a correr 

O tempo que não para 

O tempo que vai no ritmo do bater do coração

Novas ideias , bordados que falam da pandemia, que falam de rios de mapas , de memórias,  

Detalhes cada um com sua histórias 

Ursinhos de alguma viagem para o outro lado do oceano 

Oceano que vai em vem 

Detalhes o violão parado no canto 

O violão que só sabe tomar com uma de um certo padre do interior 

A máquina de costura parada em outro canto da casa 

textos e mas textos escrito no meu caderno florido 

Estrelas do céu a bilhar 

O mundo que gira como uma roda gigante 

A tv a mostrar as histórias de uma pandemia sem fim 

Agora há uma luz 

A luz a bilhar 

As aulas on line

o Ballet on line a vida que dança 

A aquarela on line as cores e suas manchas 

Cores que foram colorindo dias de isolamento 

Cores , palavras , linhas , tecidos 

Um universo inteiro criado dentro de casa 

Casa meu pequeno laboratório de criatividade 

Os detalhes estão aqui e ali a acompanhar os meu pincéis e as minhas agulhas 

10 de setembro

Amanhã é dia 11 de setembro 

Amanhã… 

Hoje é dia 10 de setembro! 

Se alguém me perguntasse o que eu estava fazendo no dia 11 de setembro a vinte anos atrás eu saberia responder 

Mas se alguém me perguntasse o que eu estava fazendo no 10 de setembro a vinte anos atrás eu também saberia responder, eu sei até a roupa que eu estava culpa da memória fotográfica! 

Eu estava no aniversário da minha avó , em uma pizzaria de Moema 

Anos se passaram a mesma pizzaria continuou fazendo parte da minha vida , 

Hoje sei que não vai ter pizza e nem bolo , mas sei que de alguma este texto chegue !   vale a pena uma homenagem, minha avó me ensinou a escrever, e fez uma roupinha de bailarina para mim e me ensinou a gostar de café e groselha e biscoito de maisena tem coisa melhor … obrigada vó …  da sua única neta menina rsrsrs …  ( tá faltando meninas nesta família)  eu estava esperando o dia 10 para escrever .. escrever através de cada palavra que de alguma forma eu estou aqui ! 

Dia a Dia

Série  dia a dia 

retratos da vida 

Vida transformada em cores 

Cores da vida 

Momentos especiais 

Momentos eternizados nas cores 

Desenhos para comemorar datas especiais 

Aniversário de amigas 

Aniversário de cidades 

Apresentações de Ballet os passos nas linhas e cores 

Dias alegres , Dias de sol 

Dias tristes, Dias de chuva 

Musicas transformação de notas musicais em cores 

A vida como um Rio que vai fluindo através de cada cor de cada linha 

A vida em movimento 

Movimento retrato 

Uma forma de deixar o tempo fluir 

O fluir da vida transformada em cores 

frozen

Livre estou Livre estou…E assim que começa a música do frozen Este final de semana fiz uma maratona no documentário que fala como foi feito frozen 2.

Quando saiu o primeiro filme, eu não era, mas criança há muito tempo! Mas gostei tanto do filme que comprei boneca, até o meu banheiro tem um tapete do frozen, o que não entendi na época, entendi ontem, o por que frozen mexeu comigo já que era um filme para meninas pequenas, a música do filme fala repetidamente livre estou…

O filme é de 2014, um ano extremamente difícil para mim, quando alguém me pergunta como passei tão bem por 2020, eu respondo foi 2014 que me ensinou principalmente para quem conhece a minha historia ,

aí ontem no documentário uma menina fala que a música do filme salvou a vida dela.salvou ela da depressão… no meu caso não foi uma depressão, mas cada  vez que eu tinha que sair em 2014, escutava a música livre estou assim eu ia me acalmando , e tentando ser livre do jeito que desse, a música ensinou-me que temos que seguir em frente e assim apesar de ser um filme para crianças a música ensinou-me que por, mas difícil que a vida seja temos que procurar ir em frente assim frozen me ensinou ,

e 2014 também  me ensinou a ser forte . Assim 2020 foi, mas fácil de levar e aprendi que a liberdade não está na rua e sim dentro da gente e dá para ser livre dentro de casa, e se em 2014 era difícil para sair de casa , 2020 tivemos que ficar em casa . Mas o lema de 2014 ficou livre estou …porque a liberdade está dentro de mim … Obs. o documentário está no Disney plus …

Para onde o meu cachorro me levaria

#julhoquevou
#julhoqueeuvou

Tenho um pequeno probleminha eu reparei agora que não tenho um cachorro
Mas se eu tivesse onde ele me levaria ?
Bom primeiro ele teria que vir com um botão para desligar… por que se puxasse a dona seria um foguete , aliás este poderia ser o nome dele ! Mas acho que seria Bento por que eu gosto deste nome…. e parece um bom nome ! Mas onde ele me levaria talvez para andar no Ibirapuera ver o lago e seus patinhos ou no MASP para ver Tarsila …ou quem sabe iríamos mas longe para a praia ver o Nemo e os tubarões ou quem sabe para o castelo da Cinderela, ou para o mundo congelado de frozen , ou ver a Monalisa em Paris , ou conhecer a rainha em Londres ou ver a marianela dançar , ou quem sabe dar um pulo em alguma livraria onde mora a Emília e a Gabriela, aquela de Jorge amado , ou quem sabe tomar um soverte de morango que eu tanto gosto e dar uma volta pelas luzes coloridas do shopping e tomar um café ….ou na igreja para dar uma rezada e pedir proteção para o São Francisco ou simplesmente andar sem destino olhando a beleza do caminho e das nuvens , do sol , da lua a brilhar com seu São Jorge a nos proteger…

( a pintura é minha foi feita em 2002 , óleo sobre tela )

desafio criado pela maria Helena Alvim

Eleição

Domingo ao entrar na escolinha onde eu voto , a escolinha que leva o nome de Monteiro Lobato e tem a boneca Emília desenhada em uma das paredes escorregador de madeira e as árvores cor de rosa da praça , fiquei pensando que lições está eleições traz para mim , a questão do preconceito que sempre lutei a vida inteira, não é por que você tem um probleminha pequeno no pé que você merece ser tratado diferente, não é por que você é mulher que você merece ganhar menos, tantas mulheres antes da minha geração lutaram para votar, para trabalharem para ser artista para ser escritoras  etc….. Não é por que você escolheu uma opção diferente da maioria que você vai ser tratado diferente, Não é a cor da sua pele e o seu olho azul que te faz melhor , não é ter nascido na maior cidade do país e não ter nascido em uma aldeia na Amazônia que te faz ser melhor ,

nunca gostei de política nunca fui de esquerda ou direita aliás estás palavras só uso no Ballet vira para direita e agora o lado esquerdo, na verdade é a minha única referência de direita ou esquerda , este meu texto não é um texto político e sim um texto para dizer ou melhor escrever com as letrinhas do iPad ….por que me senti triste com o rumo que estas eleições tomaram já falei não sou de esquerda e nem de direita sou simplesmente uma cidadã que não se sente representada que não concorda com tanto ódio com tanta falta de amor ,

Voltado a escola deixei lá a boneca Emília e acho que ela também não se sentiria representada por ser uma boneca e bonecas seriam a minorias e os amigos da Emília o saci também não se sentiria representado afinal ele não tem olho azul e a tia Anastacia e a dona benta bom acho melhor elas ficarem no sítio por que lá o clima deve estar mas sonegado , por que aqui fora das porteiras do sítio do pica pau amarelo aqui a coisa está  roxa para não falar vermelha, por que  vão falar que sou de esquerda ….. eu estou mais para o amor pela. paz do cor de rosa …..

Ah Emília depois conversamos sobre o rumo das eleições e vai torcendo pelo nosso país por que como eu disse a coisa está feia ……

  O trem

O trem
Era um dia de calor de fevereiro e o sol brilhava com uma intensidade pela minha janela tocava a musica trem bala a musica fenômeno e fiquei tentando imaginar como seria uma ilustração daquela musica , então comecei a desenhar queria um trem quase de brinquedo daqueles de madeira da infância do interior onde as crianças brincam na rua de amarelinha esconde esconde , pulavam corda , jogam bolinhas de gude e tem aqueles cavalinhos de madeira e aquelas casinhas de boneca feitas com pecinha de madeira onde não é necessário ter um video game de ultima geração ou um celular , um mundo sem esta tecnologia toda , mas cheio de girassóis que de tão amarelos se tornam o próprio sol , onde ha espaço simplesmente para sonhar e onde a imaginação ganha um mundo próprio

Parque

Parque de diversões

Luzes ,  cores,  carrossel, carrinhos de bate bate , roda gigante……a roda gigante que eu tinha tanto medo para falar a verdade ainda tenho , nunca entendi direito como alguém se diverte nas alturas , eu gostava da coisa mas poética da casa das bonecas e aquela música chiclete e aquelas cores todas que mas lembra uma escola de samba se não fosse a música , por que a música mas parece ter saído de uma caixinha de música daquelas que tem a bailarina rodando de um lado para outro , quando eu era pequena eu tinha do da bailarina coitada não sei como ela não morria de labirintite, a da minha caixinha de música viveu por um bom tempo , mas com as mudanças da vida ela se perdeu de mim em alguma curva do caminho . Ah a música da casa das bonecas e da caixinha de música que eu tanto amava , são as melhores lembranças do parque de diversão daquele que ficava na avenida grande do bairro onde nasceu o meu avô do memorial , do outro parque de diversão que se tinha que pegar o avião andar nas alturas e ir quase todas as ferias onde morava aquele rato meio gente e a sua namorada de vestido de bolinha, onde toda criança da minha geração queria ir , e que para mim tornou uma coisa normal quase como ir para a casa da avó nas férias , eu ia para o tal parque , e não queria ser uma daquelas princesas que tinham que casar com o príncipe para ser feliz , e para casar com o príncipe tinha que comer a maçã envenenada , dormir cem anos , perder o sapato e ter a condução transformada em abóbora, a minha personagem preferida era a Alice sempre que eu achava ela perdida pelo parque tirava uma foto com ela , sim eu era Tiete da Alice , ela era mas livre vivia no mundo das maravilhas e eu tentava fazer o do meu mundo o mundo das maravilhas mesmo que tivesse que ir para o mesmo parque mesmo que o pé doesse mesmo que tivesse que andar em brinquedos que eu morria de medo , mesmo assim tinha a Alice e a casa das bonecas e o soverte do rato meio gente de chocolate , o soverte de morango rosa , ..

3.7

3.7
Nasci em uma terça feira do mês de abril de 1981 , talvez perto da Páscoa com seus coelhinho e ovos coloridos , em um dia 7 número simbólico, a Branca de neve tem 7 anões , o gato tem 7 vidas , são 7 os anjos da guarda, nasci antes do tempo , pequena muito pequena e com os olhinhos azuis, até o meu aniversário de 3 anos fui filha única aí ganhei um irmão de presente e um violão, anos se passaram quis ser professora, jornalista, bailarina, mas virei artista e comecei a contar o meu mundo através das cores , mas a vida tem suas etapas aos 4 anos eu queria ser bailarina aos 7 professora , aos 16 jornalistas, aos 19 eu estava em duvida entre ser psicóloga ou artista mas a arte falou mas alto , aos 4 anos eu amava a moranguinho e minha festa de aniversário foi dela , aos 7 amava a Barbie e minha festa foi dela , a de 18 foi em um restaurante japonês , mas é abril ainda , agora abril de 2018 , e acabei de chegar nos 3.7 com o 7 das 7 vidas do gato dos anões da branca de neve , e este ano não teve festa da moranguinho ou da Barbie , mas teve realização da menina de 4 anos que um dia eu fui mas em vez do bolo da moranguinho teve um vestido rosa , e uma sapatilha , aos em vez do restaurante japonês teve a exposição da menina que sonhou em ser artista aos 20 anos e realizou o seu maior sonho no aniversário de 3.7 de fazer uma exposição que falava tanto da menina de 4 anos , da adolescente de 16 que sonhava em contar histórias como jornalista , sim na exposição tinha a moranguinho, tinha a bailarina, não tinha a Barbie mas tinha outras bonecas e tinha aquele mesmo olho azul , mas agora mas brilhante do que nunca realizando um sonho ou melhor dois a primeira grande exposição em uma galeria e o palco com suas luzes brilhantes e a música da bela adormecida , foi algo bem maior que a menina de 4 anos sonhou , foi algo bem maior que a menina de 20 anos sonhou foi algo bem maior que a menina de 37 sonhou ou melhor que agora a mulher de 37 sonhou, 37 só na idade por que dia 7 voltei aos 4 anos na manhã de sábado ensolarada na Av paulista com o meu vestido emprestado cor de rosa , e na noite quente do começo de outono voltei a ter 20 anos com a minha roupa vermelha e as minhas cores na parede , é mas que isto com a minha história na parede ..sonho em cor de rosa , sonhos em vermelho, sonhos multi coloridos