Infância

A  I

A infância e suas cores
eu queria ser livre como um passarinho
voar como uma borboleta
nadar descobrindo as profundezas do mar
O mar e seus peixinhos tão livres e coloridos
Pular corda e amarelinha com a velocidade do vento
Vento que ajudava a contemplar o voo da borboleta
Amarela como a amarelinha
O vento e a bicicleta cor de rosa
O rosa da azálea que florece no inverno
Colorido o caminho da bicicleta cor de rosa
Com cestinhas para as azaleias do caminho
Caminho da cartilha caminho suave
Da lição de casa não feita
Para ir andar como uma borboleta na bicicleta cor de rosa
Nos caminhos da azálea pelos jardins do prédio
Andar com o meu cavalo de madeira pelo jardim das azaleias
O segredo

O segredo eu queria voar como uma borboleta
O segredo eu queria nadar como os peixes pela imensidão dos oceanos
O segredo eu queria ser livre como os pássaros
O segredo eu não queria fazer a lição de casa
O segredo eu queria correr como o vento
O segredo eu queria descobrir o mundo com a minha bicicleta cor de rosa
O segredo eu queria queria ser uma princesa , montada no meu cavalo branco de madeira
O segredo princesa sem o príncipe nunca achei que o príncipe seria necessário
O segredo eu tinha o meu próprio cavalo branco para brincar entre as azaleias

Bordado

Bordar , ornamentar tecidos com fios , decorar, espalhar cores formas , colorir , ornar , enfeitar , segundo o dicionário mas para mim é muito mas que tudo isto , é contar um pouquinho da minha história através de cada ponto , de cada cor , bordo minha própria memória, histórias de vida , história de afetos , histórias de amor , bordo meu próprio universo minhas santinha as minhas nossas senhoras , a de Aparecida a de Fátima a da Penha, de Nazaré , bordo viagens o espantalho de Atibaia, a casinha de São João del Rei , a fada tirada dos livros infantis, a princesa do filme dos anões a chapeuzinho sem o lobo , as histórias da Tereza , as histórias da ti , os meus sobrinhos, as crianças da roda homenagem ao meu querido e eterno professor de pintura , bordo o corpo humano , a bexiga os rins os pulmões, o Ballet a coppelia , o quebra nozes , o jardim com suas notinhas musicais as irmãs de mão dada a vida , para mim bordar não é só um passa tempo é uma coisa mágica e tirar lá do fundo sentimento e cores , nesta Exposição tem bordados dos últimos 2 anos feitos durante horas a fio ponto por ponto , de sábado à noite no domingo de sol no domingo de chuva, na segunda depois de alguma aula em fim bordar para mim é uma parte de mim mesma , para a menina que pinta desde adolescente mas que nunca tinha pegado na agulha , o bordado virou um dos seus maiores prazes e hoje sinto até orgulho quando alguém me chama de bordadeira , a pintora que pinta com os seus tubinhos a fotógrafa que pinta com a luz agora bordadeira que transforma a sua agulha em pincel esta exposição é muito mas que uma exposição é um sonho …

Eleição

Domingo ao entrar na escolinha onde eu voto , a escolinha que leva o nome de Monteiro Lobato e tem a boneca Emília desenhada em uma das paredes escorregador de madeira e as árvores cor de rosa da praça , fiquei pensando que lições está eleições traz para mim , a questão do preconceito que sempre lutei a vida inteira, não é por que você tem um probleminha pequeno no pé que você merece ser tratado diferente, não é por que você é mulher que você merece ganhar menos, tantas mulheres antes da minha geração lutaram para votar, para trabalharem para ser artista para ser escritoras  etc….. Não é por que você escolheu uma opção diferente da maioria que você vai ser tratado diferente, Não é a cor da sua pele e o seu olho azul que te faz melhor , não é ter nascido na maior cidade do país e não ter nascido em uma aldeia na Amazônia que te faz ser melhor ,

nunca gostei de política nunca fui de esquerda ou direita aliás estás palavras só uso no Ballet vira para direita e agora o lado esquerdo, na verdade é a minha única referência de direita ou esquerda , este meu texto não é um texto político e sim um texto para dizer ou melhor escrever com as letrinhas do iPad ….por que me senti triste com o rumo que estas eleições tomaram já falei não sou de esquerda e nem de direita sou simplesmente uma cidadã que não se sente representada que não concorda com tanto ódio com tanta falta de amor ,

Voltado a escola deixei lá a boneca Emília e acho que ela também não se sentiria representada por ser uma boneca e bonecas seriam a minorias e os amigos da Emília o saci também não se sentiria representado afinal ele não tem olho azul e a tia Anastacia e a dona benta bom acho melhor elas ficarem no sítio por que lá o clima deve estar mas sonegado , por que aqui fora das porteiras do sítio do pica pau amarelo aqui a coisa está  roxa para não falar vermelha, por que  vão falar que sou de esquerda ….. eu estou mais para o amor pela. paz do cor de rosa …..

Ah Emília depois conversamos sobre o rumo das eleições e vai torcendo pelo nosso país por que como eu disse a coisa está feia ……

Aninha e carol

Aninha e carol

selecionando imagens para ilustrar os meus textos achei , a carol e a aninha perdidas entre tantas e tantas imagens do meu computador , ilustração feita com muito carinho de presente para um amigo , amigos presente que a vida nos da ….. amigo das imagens do por do sol , que ele tanto amava fotografar e eu adorava curtir , curtia todas , as fotos da aninha e da carol mereceriam muito mas que um coraçãozinho vermelhinho e sim muitos corações muitas borboletas mereciam um jardim inteiro de flores , Aninha e Carol suas netinhas, carol com seus olhinhos puxados e cabelos longos , Aninha com seus cabelos claros e olhos azuis como o mar , eu nunca as vi , mas observava a cada foto , a fotografia tem este poder magico de nos transportar para outros lugares , é assim fui transportada para o mundo de aninha e carol com suas bonecas e um dia transportei elas para uma ilustração minha …. um mundo cor de rosa e cheio de estrelas e nuvens coloridas um mundo onde ha a magia da infância .

Aparecida ……

 

Aparecida ……

um tema muito presente nos meus trabalhos como artista desde de sempre a nossa senhora dos romeiros , que chegam com seus muitos pedidos e agradecimento , quantas e quantas historias de idas e vindas , ha gente agradecendo suas curas suas graças alcançadas e outros graças que ainda viram , quantas e quantas historias tem dentro a imensa básica de aparecida santinha achada no rio por três simples pescadores que entram para historia….. a historia da santinha achada dentro de um rio entre são Paulo e rio de janeiro , nossa senhora da conceição que pela historia virou nossa senhora da conceição aparecida mas conhecida como nossa senhora aparecida , aparecida de um povo inteiro do Brasil e dos Brasileiros , muitas vezes estive na básica, fico tentando imaginar cada historia que tem por trás de cada rosto que param na frente da santinha para agradecer rezar ou apenas olha la com o olhar mas puro , pureza é palavra que para mim define….. pureza e leveza , o ar de aparecida tem isto um misto de pureza e leveza e fé …. fé de um povo e sua santinha achada na leveza e pureza de um rio ….

  O trem

O trem
Era um dia de calor de fevereiro e o sol brilhava com uma intensidade pela minha janela tocava a musica trem bala a musica fenômeno e fiquei tentando imaginar como seria uma ilustração daquela musica , então comecei a desenhar queria um trem quase de brinquedo daqueles de madeira da infância do interior onde as crianças brincam na rua de amarelinha esconde esconde , pulavam corda , jogam bolinhas de gude e tem aqueles cavalinhos de madeira e aquelas casinhas de boneca feitas com pecinha de madeira onde não é necessário ter um video game de ultima geração ou um celular , um mundo sem esta tecnologia toda , mas cheio de girassóis que de tão amarelos se tornam o próprio sol , onde ha espaço simplesmente para sonhar e onde a imaginação ganha um mundo próprio

Parque

Parque de diversões

Luzes ,  cores,  carrossel, carrinhos de bate bate , roda gigante……a roda gigante que eu tinha tanto medo para falar a verdade ainda tenho , nunca entendi direito como alguém se diverte nas alturas , eu gostava da coisa mas poética da casa das bonecas e aquela música chiclete e aquelas cores todas que mas lembra uma escola de samba se não fosse a música , por que a música mas parece ter saído de uma caixinha de música daquelas que tem a bailarina rodando de um lado para outro , quando eu era pequena eu tinha do da bailarina coitada não sei como ela não morria de labirintite, a da minha caixinha de música viveu por um bom tempo , mas com as mudanças da vida ela se perdeu de mim em alguma curva do caminho . Ah a música da casa das bonecas e da caixinha de música que eu tanto amava , são as melhores lembranças do parque de diversão daquele que ficava na avenida grande do bairro onde nasceu o meu avô do memorial , do outro parque de diversão que se tinha que pegar o avião andar nas alturas e ir quase todas as ferias onde morava aquele rato meio gente e a sua namorada de vestido de bolinha, onde toda criança da minha geração queria ir , e que para mim tornou uma coisa normal quase como ir para a casa da avó nas férias , eu ia para o tal parque , e não queria ser uma daquelas princesas que tinham que casar com o príncipe para ser feliz , e para casar com o príncipe tinha que comer a maçã envenenada , dormir cem anos , perder o sapato e ter a condução transformada em abóbora, a minha personagem preferida era a Alice sempre que eu achava ela perdida pelo parque tirava uma foto com ela , sim eu era Tiete da Alice , ela era mas livre vivia no mundo das maravilhas e eu tentava fazer o do meu mundo o mundo das maravilhas mesmo que tivesse que ir para o mesmo parque mesmo que o pé doesse mesmo que tivesse que andar em brinquedos que eu morria de medo , mesmo assim tinha a Alice e a casa das bonecas e o soverte do rato meio gente de chocolate , o soverte de morango rosa , ..

3.7

3.7
Nasci em uma terça feira do mês de abril de 1981 , talvez perto da Páscoa com seus coelhinho e ovos coloridos , em um dia 7 número simbólico, a Branca de neve tem 7 anões , o gato tem 7 vidas , são 7 os anjos da guarda, nasci antes do tempo , pequena muito pequena e com os olhinhos azuis, até o meu aniversário de 3 anos fui filha única aí ganhei um irmão de presente e um violão, anos se passaram quis ser professora, jornalista, bailarina, mas virei artista e comecei a contar o meu mundo através das cores , mas a vida tem suas etapas aos 4 anos eu queria ser bailarina aos 7 professora , aos 16 jornalistas, aos 19 eu estava em duvida entre ser psicóloga ou artista mas a arte falou mas alto , aos 4 anos eu amava a moranguinho e minha festa de aniversário foi dela , aos 7 amava a Barbie e minha festa foi dela , a de 18 foi em um restaurante japonês , mas é abril ainda , agora abril de 2018 , e acabei de chegar nos 3.7 com o 7 das 7 vidas do gato dos anões da branca de neve , e este ano não teve festa da moranguinho ou da Barbie , mas teve realização da menina de 4 anos que um dia eu fui mas em vez do bolo da moranguinho teve um vestido rosa , e uma sapatilha , aos em vez do restaurante japonês teve a exposição da menina que sonhou em ser artista aos 20 anos e realizou o seu maior sonho no aniversário de 3.7 de fazer uma exposição que falava tanto da menina de 4 anos , da adolescente de 16 que sonhava em contar histórias como jornalista , sim na exposição tinha a moranguinho, tinha a bailarina, não tinha a Barbie mas tinha outras bonecas e tinha aquele mesmo olho azul , mas agora mas brilhante do que nunca realizando um sonho ou melhor dois a primeira grande exposição em uma galeria e o palco com suas luzes brilhantes e a música da bela adormecida , foi algo bem maior que a menina de 4 anos sonhou , foi algo bem maior que a menina de 20 anos sonhou foi algo bem maior que a menina de 37 sonhou ou melhor que agora a mulher de 37 sonhou, 37 só na idade por que dia 7 voltei aos 4 anos na manhã de sábado ensolarada na Av paulista com o meu vestido emprestado cor de rosa , e na noite quente do começo de outono voltei a ter 20 anos com a minha roupa vermelha e as minhas cores na parede , é mas que isto com a minha história na parede ..sonho em cor de rosa , sonhos em vermelho, sonhos multi coloridos

Nathalia…..

uma boneca de pano a venda em uma lojinha de Atibaia interior de SP , uma cidade linda e calma
que ja começa a se enfeitar para o natal e a boneca là a espera de um comprador que lhe de uma historia …..
e por algum motivo a boneca de pano teria que ser minha e comigo ganhou um nome e uma historia
Nathalia assim por um acaso ganhou um nome meio Natalino ……Nathalia hoje dorme encima da minha cama e fica observando o meu dia a dia

São João del rei

   

São João del rei

Cidade de ar de histórico e histórica ….. construída sobre as lindas montanhas de Minas gerais … cidade de Fé com suas inúmeras igrejas , e suas lindas tradições visitar São João del rei na páscoa è como entrar em um mundo de Fé cores e arte ao mesmo tempo ….e foi assim atras de fotografias deste mundo de cores e Fé que cheguei a esta linda casinha , uma pousada que beirava uma rodovia e cercada de verde , e toda cheia de vida , parecia uma casinha de uma linda boneca que estaria prestes a chegar a qualquer momento , havia pássaros livres e todo tipo de pequenos insetos em suas flores cor de rosa …..havia bonecas de barro que de tâo bem feitas pareciam ter vida própria , era tudo muito poético com um ar de contos de fada ….