Arquivos da categoria: Universo Particular

A lagarta /Metamorfose

Metamorfose

A lagarta seria eu ?

no percorrer da pandemia

eu fui fazendo caminhos e escolhas de transformações

como se  eu tivesse me descobrindo

Descobrindo uma nova versão de mim Mesma

Entre cores e muita arte

bordados , aquarelas , ilustrações ,  colagens , textos ect ….

isto tudo foi me ajudado a escrever novas historias

e deixar o passado no passado

fui descobrindo novos sonhos

foi um período que de certa forma me redescobrir

um precisava deste tempo

para deixar a largada virar borboleta e voar

a borboleta sair do seu baú para o mundo

um mundo novo de transformações

 

Dias intensos

Estes dias tem sido tão Intensos que estava assemelhando tudo para vir aqui escrever! Acho que de certa forma faltava palavras a exposição dos bordados do curso da Marian Cvik dois anos bordado pela tela do computador e lá estavam as minhas colegas de tela agora ao vivo com os seus bordados para mim foi uma experiência forte ainda mas por que a exposição era de auto-retratos , um autorretrato para mim nunca foi só um desenho ou um bordado tem muito de mim lá ! E foi uma experiência incrível agradeço a Marian as minhas colegas Adriana Gragnani,  Maria.Luiza.Batista, Maria Augusta gomes martins Sonia Maria Bianco,  Christina Cupertino ect e claro um agradecimento especial a Giuli sommantico muito obrigada…

E o dia do diploma chegou agora posso dizer que sou uma arteterapeuta foi difícil teve momentos complicados estágios tiveram que ser on-line por causa da pandemia! A turma que começou com 40 restaram 12
amigos arteterapeutas que vão ser para sempre um pedaço do meu caminho ! Eu tenho uma lista para agradecer primeiro a minha psicóloga querida karla Fioravante eu me lembro como se fosse hoje o dia que cheguei no consultório com os papéis da pós e ela com toda paciência foi olhando cada matéria , e Ka obrigada pelo incentivo de sempre .. as minhas professoras queridas Regina Dilaina e Adriana as aulas da Tania Freire que me fez  entrar em outra pós , agora de arte reabilitação a minha companheira de estágio carla
A minha querida e para sempre amiga Zan Mesquita ao Renato Dib colega de pós e meu professor na superbacana mais , celina, vi saquetii , Mauro, Giane, Solange, Vivi,  Vilma ! Obrigada a cada um … e ao instituto Freedom , arteterapia instituto Freedom

 

Shurastey

Uma história de um homem  e seu lindo cachorro e o seu fusca
História de amor …
O amor mas puro e verdadeiro o homem e o seu melhor amigo
Agora que tenho uma cachorrinha aprendi um pouco deste amor canino se tenho coragem de colocar a maltes Nenê em um carro e sair pelo mundo entre montanhas e cachoeiras acho que não os meus sonhos são mas concentrados na minha Sampa da garoa mas a nenê anda me acompanhando em todas as minhas loucuras nas minhas artes nas aulas de ballet ! E estamos aqui para viver … resolvi fazer está Ilustração por que esta história me tocou fundo o amor , o sonho , a coragem … obrigada Shurastey e Jesse _ por me ensinarem um pouquinho mas do amor , e sonhos são para serem vividos!
Eu e a Nenê vamos em frente aprendendo um pouquinho a cada dia e lutando pelos nossos sonhos ..,

Obrigada também a Julieta pelo mundo foi pelo perfil dela que achei o Shurastey_ !

 

O palco

O palco

Hoje pela manhã minha professora de ballet perguntou-me se eu gostava de dançar no palco? Sim eu gosto, gosto das luzes a bilhar, da música. A tocar, gosto do (cor) de rosa da maquiagem, que nunca uso , gosto de ajudar a professora das crianças, cortar as cordinhas das sapatilhas mirins, porém este ano não tive coragem por causa da pandemia, mas gosto dançar e esquecer que lá, no fundo do teatro com cadeiras vermelhas há uma plateia, eu gosto de sentir as luzes, não gosto de ser vista, mas gosto do palco, vai entender, outro dia uma professora minha que admiro e tem uma carreira no teatro, disse que eu tinha uma voz doce para gravar vídeos apesar da minha timidez, talvez seja as flores do caminho, talvez seja a alma a dançar,.

texto aula Pinky /Bel

Uma quarentena teria 40 dias ?

Será ?

A minha teve quase dois anos 

Pouco sair neste tempo todo 

Os detalhes da casa foram ficando mas presentes 

Detalhes…. coisas miúdas que as vezes passam em branco 

Nos dias de céu azul e correria de São Paulo

Detalhes …. memórias de tempos que foi  …

porem ainda  fazem parte do nosso dia a dia 

As santinhas de tantos nomes Rita , Terezinha

As nossas senhoras aparecida, Nazaré , Fátima  

Por que é de fé em fé  de sonho e de pó 

As bonecas do frozen … livre estou… como se fala no filme

Mesmo aqui ,  no mesmo lugar 

Livre com os meus bordados 

Com linha e agulhas 

Com pincéis e tinta 

Com as flores de caminho ou melhor com as flores de casa 

Orquidias de muitas cores 

Álcool gel para todos os lados  e máscaras coloridas 

Novos tempos, novos acessórios 

A caminha rosa da cachorrinha que não para pela casa 

A vida que vai passando entre um ifood e outro 

As aulas on line , a arteterapia , os estágios 

A terapia ,

a vida a caminhar entre quatro paredes mas aqui tem um pouquinho mas eu acho 

Os pássaros a cantar nas árvores 

A cachorrinha a correr 

O tempo que não para 

O tempo que vai no ritmo do bater do coração

Novas ideias , bordados que falam da pandemia, que falam de rios de mapas , de memórias,  

Detalhes cada um com sua histórias 

Ursinhos de alguma viagem para o outro lado do oceano 

Oceano que vai em vem 

Detalhes o violão parado no canto 

O violão que só sabe tomar com uma de um certo padre do interior 

A máquina de costura parada em outro canto da casa 

textos e mas textos escrito no meu caderno florido 

Estrelas do céu a bilhar 

O mundo que gira como uma roda gigante 

A tv a mostrar as histórias de uma pandemia sem fim 

Agora há uma luz 

A luz a bilhar 

As aulas on line

o Ballet on line a vida que dança 

A aquarela on line as cores e suas manchas 

Cores que foram colorindo dias de isolamento 

Cores , palavras , linhas , tecidos 

Um universo inteiro criado dentro de casa 

Casa meu pequeno laboratório de criatividade 

Os detalhes estão aqui e ali a acompanhar os meu pincéis e as minhas agulhas 

Além do arco íris 

Além do arco íris 

Além do arco íris 

Deve ter um pote de fantasia 

Onde  todo sonho é possível 

Quem sabe ser a Elza e a Ana do frozen 

A Cinderela que nunca perde o sapatinho 

Ser a bela e seu vestido amarelo 

Ou ir mas longe que sabe ser um astronauta 

Ou morar no planeta do pequeno príncipe 

Voar com a fada sininho

Ir atrás de cada cor do arco íris 

À procura dos nossos sonhos 

Dos sonhos mas puros da infância 

Dentro de mim sempre vai existir aquela menina que um dia sonhou em ir atrás do arco íris , à procura das cores , das fadas dos unicórnios 

Feliz dia das crianças para todos nós por cada um trás consigo um pouco daquela criança que um dia foi 

Nunca parem de sonhar com o arco íris ele está logo ali e só olhar com o coração!

 

Aparecida – nossa senhora da Conceição Aparecida

É de sonho é de fé 

Nossa senhora de Aparecida 

Ilumine o caminho da minha vida 

Minha nossa senhora de tantos nomes 

Minha nossa senhora do vale 

Minha nossa senhora das águas do rio 

É de sonho e de pó 

Nossa senhora de Aparecida

A santinha de um país inteiro 

Que eu pintei tantas vezes 

Bordei a cada ponto

Pontos que São como rezas

A minha nossa senhora 

A santinha do santuário 

Santuário iluminado 

A santinha que espera todos com o seu olhar puro 

Azul é seu manto 

Douradas sua coroa

A olhar cada um com o seu pedido 

História de uma vida 

Promessa 

Especialmente em tempos tão difíceis 

O céu azul de aparecida a  iluminar caminhos 

Sou caipira Pirapora nossa senhora de aparecida 

Sou a menina paulista que cresceu a 170 km da santinha a beira da Dutra 

Minha nossa senhora 

Nossa senhora de tantas e tantos 

Nossa senhora de um país que pede orações 

Nossa senhora que tanto gosto de pintar 

Achada no rio 

A fé de um povo 

Nossa senhora aparecida de luz dourada 

Proteja sempre os meus caminhos 

Os caminhos de que eu amo 

Aqui no dia 12 de outubro fica aqui a minha homenagem 

A mãezinha do céu 

Aparecida – nossa senhora da Conceição Aparecida 

Girassóis

As palavras que vão pelo ar!
Que vão  correndo
Poesias e girassóis
Horas que vão com calma ao som do tempo!
Tempo que dança na calma das horas!
O girassol a brilhar
A menina a pular
1, 2, 3 cadê o girassol? Ele está lá a olhar a menina a pular!
Na dança das palavras
Na dança das horas
No som da vida
A bordar a pular
Pular as palavras
Palavras que nos transformam
A pular pela vida
Palavras que vão pelo ar!

Eu sou aceitação 

Eu sou aceitação 

Eu me aceito 

Eu sou aceitação 

Eu já a briguei com ela algumas vezes 

Digo com a aceitação 

Mas agora estamos de bem 

Caminhamos de mãos dadas 

Pelos campos floridos da vida 

Andamos entre flores mares  e estradas internas 

Construídas por cada retalho deste grande mosaico 

Que eu sou 

Eu me aceito 

Assim da forma que sou com os cabelos castanhos lisos com os meus inúmeros óculos , para 

enxergar o mundo melhor , falo no sentindo figurativo , por que no sentido abstrato eu vejo com o coração 

Eu me aceito assim com o pé um pouquinho para dentro , não tinha um jogador assim 

Então por que não uma bailarina ?

A arte da sapatilha 

A arte da bola 

A arte da vida 

A arte da transformação 

A arte da aceitação 

A arte de se aceitar 

Aceitar a nossa pintura refletida no espelho o profundo da alma 

A alma que se aceita no acender da luz mas pura do nosso ser mas intimo 

Os segredos da alma 

Eu sou aceitação 

 

Se a minha vida fosse uma musica ?

Se a minha vida fosse uma  musica ?

E se a minha vida  fosse uma  dança?

como eu  seria ?

As estrelas….

se a minha alma fosse música?

ela seria  como estrelas que flutuam pelo ar, pela terra….

O brilho das estrelas que dançam pelo espaço, a luz que nos orienta

Que nos move …..

Pelos movimentos que vão pelas luzes das estrelas

Se minha alma cantasse ?

Ela seria uma  luz a brilhar a iluminar caminhos nunca antes percorridos

O percorrer da alma atrás  de nossos sonhos escondidos na luz da alma
A nossa luz a nos orientar….