Arquivo da tag: textos

setembro Amarelo

#setembroamarelo

Uma ilustração inspirada no #edwardhopper

( ontem tive uma assistente 🐶)

Mas agora ela está aprendendo que é filha de artista rsrsrs
Qualquer hora vou ensinar ela a pintar … rsrs

Bom voltado ao assunto!
Eu sempre faço uma ilustração do setembro amarelo, e fico aqui pensando o quanto cuidar da saúde metal é importante!
Em 2014 eu tinha crises de ansiedades de parar no hospital! De lá para cá muita coisa mudou , nunca mas deixei de fazer terapia, e até procurei ajuda médica , e acho importante falar sobre o assunto , já vi meninas jovens tirar a própria vida , e acho isto muito triste ! Então faça terapia e procure ajuda sempre …terapia é vida como fala uma cantora que eu gosto muito,
E hoje tenho uma excelente psicóloga @psi.kafioravante e uma excelente médica ! E só resolvi escrever e desenhar por que acho um assunto importante
E agora na pandemia tem aumentado o número de suicídios de ansiedade de depressão

O Setembro Amarelo é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria

As pessoas são solitárias

A menina triste ….

As pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes – O Pequeno Príncipe Antoine de Saint-Exupéry

E assim vamos fazendo a construção de um tempo , pontes nas telas do computador 

A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar.O Pequeno Príncipe Antoine de Saint-Exupéry

 Cativar  o outro pela tela , cada um no seu planeta com a sua flor ….

O tempo de cativar a infância na quarentena pontes livros que viram pontes , pontes que viram telas , cadernos tão tristes , brinquedos estão lá  na de prateia do tempo que vai girando , lá fora há um vírus , amigos podem morrer , o tempo pode morrer , mas as palavras não , o livro  não,  há vida , atrás dos muros de nossas casas , a vida nos livros  , há  uma historia a ser lida …..

Remédio para Alma

Remédio

Remédio para Alma

Indicado

Para tirar as dores do mundo
Para dar mas leveza
Para respirar com mas calma
Para mas amor-próprio
Para aceitação pessoal
Para compaixão
Para uma empatia com sigo e com o outro
Para dar mas coragem
Para perdão
Para perdoar a si próprio e o outro

Modo de usar
Tomar três gotas pela manhã
Tomar duas gotas a noite

Contra indicação

Para pessoas chatas aquelas que nem o tempo consegue concertar
Para pessoas não querem mudança

Feito de :

100 gramas de muito amor
200 gramas de perdão
300 gramas de aceitação
400 gramas de esperança

 

Girassóis

As palavras que vão pelo ar!
Que vão  correndo
Poesias e girassóis
Horas que vão com calma ao som do tempo!
Tempo que dança na calma das horas!
O girassol a brilhar
A menina a pular
1, 2, 3 cadê o girassol? Ele está lá a olhar a menina a pular!
Na dança das palavras
Na dança das horas
No som da vida
A bordar a pular
Pular as palavras
Palavras que nos transformam
A pular pela vida
Palavras que vão pelo ar!

Eu sou aceitação 

Eu sou aceitação 

Eu me aceito 

Eu sou aceitação 

Eu já a briguei com ela algumas vezes 

Digo com a aceitação 

Mas agora estamos de bem 

Caminhamos de mãos dadas 

Pelos campos floridos da vida 

Andamos entre flores mares  e estradas internas 

Construídas por cada retalho deste grande mosaico 

Que eu sou 

Eu me aceito 

Assim da forma que sou com os cabelos castanhos lisos com os meus inúmeros óculos , para 

enxergar o mundo melhor , falo no sentindo figurativo , por que no sentido abstrato eu vejo com o coração 

Eu me aceito assim com o pé um pouquinho para dentro , não tinha um jogador assim 

Então por que não uma bailarina ?

A arte da sapatilha 

A arte da bola 

A arte da vida 

A arte da transformação 

A arte da aceitação 

A arte de se aceitar 

Aceitar a nossa pintura refletida no espelho o profundo da alma 

A alma que se aceita no acender da luz mas pura do nosso ser mas intimo 

Os segredos da alma 

Eu sou aceitação 

 

Maria do Rosário

Maria do Rosário

Maria como nossa senhora

Rosário  como uma Rosa

Pequena no tamanho

Porém  enorme na coragem

Dona do gato Mimi

e de uma voz doce  que gostava de cantar beijinho doce

Proprietária de um rádio que as 4 da manhã já estava tocando uma moda sertaneja

nascida em laranjeiras do sul

cidade de céu azul

filha de um senhor polonês

Branquinha e Magrinha

conhecida como dona pequenina

costurava  vestidos de faixinha para as pequenas filhas

o céu azul da voz doce

do beijinho doce

Acompanhada pela sanfona do marido Jorge

notas suaves

Café sempre quietinhos no bule azul

um dia maria do rosario se foi …

comendo uma maçã

eu não a conheci

mas historia passa de geração para geração

está  história  poderia esta escrita em um papel de carta bem bonito

 

 

 

 

 

São Paulo

São Paulo…..

Sampa terra da garoa. Terra de Ipê amarelos e roxos …Da avenida paulista que nunca para. Da vida que corre sempre no ritmo frenético. Seus prédios com suas janelas a iluminar a noite. Que às vezes até tem estrelas se olhamos bem! Sampa do (Ibirapuera) e seus patinhos Do (grafite) colorido com sua bailarina. A dança da cidade que nunca dorme! Uma dança entre cores das luzes dos prédios e dos faróis dos caros a brilhar! Dos patinhos a nadar Das orquestras que tocam sua música na sala São Paulo, da bailarina que ensaia no palco do municipal, da feira com suas frutas de todas as cores e seu pastel quentinho. Do café da casa das rosas, as rosas que dão um perfume diferente a, mas paulista das avenidas! A mesma avenida que abriga pinturas das meninas de rosa e azul e de outros mestres das pinturas, das esculturas das bailarinas a olhar o movimento da dança lá em baixo como uma grande Coreografia com corações batendo no ritmo paulista de ser! Pelos palcos de artistas anônimos, mas que fazem a cidade a dançar e que constroem um pouco, mas desta história a cada dia! Histórias feitas de marias de Tarsila de rosas e de ipês-amarelos, história feita de gente de verdade e de luzes de muita esperança sempre, por que sempre terá os patinhos a nadar o pastel quentinho, a música a tocar, a bailarina a dançar, o coração a bater, e alguma Tarsila ou Anita por aí a pintar o nosso ritmo paulistano de ser! Eu paulista de um bairro paulista até no nome Desejo a você a minha cidade, parabéns da Gabriela que herdou o nome de Jorge amado, mas que tem as cores de São Paulo na alma porque  São Paulo é isto uma mistura de cores, danças, sons, e dias melhores vão chegar

Gosto da simplicidade

Gosto da simplicidade
De andar descalça
De andar de chinelos de borboletas
De tomar um café quente
De abrir geladeira e pegar uma água de coco
De bordar e desenhar no chão
De olhar as cores da casa
De olhar o céu pela sacada
De comer uma coxinha
Ou um doce qualquer
Gosto de ficar olhando o caminho das manchas no papel de aquarela
Gosto de assistir qualquer desenho da Disney
Mas gosto também de filosofia
De livros infantis
De livros que nós tragam ensinamentos para vida
Gosto de cor de rosa
E de vermelho também
E do Azul  a cor do céu e do mar
Gosto de bordar a minha  vida
Gosto de bordar histórias
Gosto de histórias de escutar histórias de vida
Vida que nestes tempos ficaram tão por meios  fios
Gosto de dar presentes
Gosto de olhar a ti , só olhar para ter certeza que ela sempre está por perto
Gosto de pintar flores
Gosto de flores
Gosto de dançar
E gosto do cheiro do café e do  cheiro cloro por que me lembra a piscina da natação
Gosto de olhar a ti e suas orquídeas
Gosto de uma música boa !
Das notas calmas !
Gosto de olhar as minhas santinhas lá do quarto
Meu altar particular
De olhar os quadros coloridos do corredor
Mas gosto mesmo de andar descalça

santinha

Era uma vez uma santinha
Era uma vez um 13 de maio
De um tempo sem pandemia
A santinha lá a abençoar a cada um
Tempo onde podíamos ir e vir
Sem preocupação com vírus
Mas estava lá a santinha
Escutando nossos problemas
Problemas que na pandemia se juntaram com outros , ah minha santinha do 13 de maio frio como sempre!
Eu aprendi tanto , temos que ser forte , escutar os outros com amor
Tentar levar a esperança mesmo que seja difícil
Para mim o começo foi muito difícil o medo de ter uma crise no meio da pandemia me deixava meio nas nuvens ! O medo da ti ter alguma coisa … mas fui caminhando , pela arte a arte me salvou .se tive ansiedade? sim , mas sempre que me sentia mas ansiosa eu pegava as minhas agulhas e ia de ponto em ponto como a batida do coração
Problema sim tiveram, perda também teve , e não pode haver despedida, mas tive que ser forte para enfrentar a saudade , não só de quem se foi mas de quem está perto mas ao mesmo tempo longe
Era uma vez uma santinha
Era uma vez a esperança , espero que está vacina seja uma luz , que possamos nos abraçar e andar apreciando o que antes não olhávamos
Deixar o celular de lado e prestar atenção nas pessoas , nas flores , nos pássaros , nos sons da cidade , nas cores , e de fé em fé vamos e sei que a minha santinha do 13 de maio estará lá a escutar sempre os meus problemas e ajudar a seguir, a virgem do silêncio, clareia sempre o nosso coração cansado que vai de fé em fé a escutar a nossa prece !
Em resumo a fé e a arte salvam
Feliz 2021 com a vacina
( obs o texto era só para ser uma resposta a questionamento próprios )